A disfunção erétil e a dificuldade que um homem encontra

A disfunção erétil e a dificuldade que um homem encontra

A disfunção erétil é a dificuldade que um homem encontra para atingir uma ereção ou mantê-la pelo tempo necessário durante o ato sexual.

Outro nome dado a condição é impotência sexual. Entre as causas estão algumas doenças, as quais podem ser tratadas e exigem certa atenção de quem sofre com esse problema.

A impotência sexual atinge principalmente os homens acima dos 50 anos. A doença é caracterizada por, pelo menos, uma ocorrência de disfunção a cada quatro relações sexuais.

Está passando por essa situação ou quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura e descubra quais são as principais causas de disfunção erétil!

As principais causas da disfunção erétil
Ansiedade e estresse
As causas psicológicas estão entre as que mais desencadeiam a disfunção erétil, especialmente quando o paciente é mais jovem.

Em momentos de estresse e ansiedade, ocorre um aumento na liberação de adrenalina pelo corpo, que diminui o calibre dos vasos sanguíneos e dificulta a chegada de sangue até o pênis. Portanto, se um homem vive ansioso ou estressado, pode ter sua ereção prejudicada.

Depressão
A depressão é mais uma causa emocional que pode provocar impotência. Considerada como o mal do século, essa doença tem como sintomas a tristeza profunda e a falta de prazer em atividades que antes o paciente sentia. Dessa forma, ocorre a diminuição e perda de libido, que provoca a disfunção erétil.

Problemas vasculares
Doenças como a hipertensão, diabetes, colesterol elevado e a aterosclerose, provocam o enrijecimento das paredes dos vasos sanguíneos e interferem na quantidade de sangue que chega até o pênis. Como a ereção depende do fluxo sanguíneo para ser obtida, problemas na circulação podem causar impotência.

Desequilíbrio hormonal
Os problemas hormonais também são uma das causas da disfunção erétil, sendo as baixas concentrações de testosterona o que mais provoca esse problema. Isso acontece porque o hormônio masculino exerce um papel indispensável na execução de uma boa ereção e, em taxas insuficientes, esse ato é prejudicado.

Procedimentos cirúrgicos e radioterapia
Algumas cirurgias, especialmente as intestinais ou as realizadas na próstata, podem lesionar vasos e nervos fundamentais para a ereção. Dessa forma, causar a disfunção erétil. Pelo mesmo motivo, os tratamentos radioterápicos realizados na região pélvica (abaixo da cintura), também podem ser os grandes vilões quando o assunto é impotência sexual.

Traumas penianos
Você certamente já deve ter ouvido sobre a quebra de um pênis. Apesar de estranho, isso realmente pode acontecer. Esse tipo de trauma costuma ocorrer durante as relações sexuais, quando os corpos cavernosos estão repletos de sangue e torna o órgão duro o suficiente para quebrar de maneira semelhante a um osso.

Nessa condição, os tecidos internos do pênis são danificados, o que impede que próximas ereções sejam obtidas.

Consumo de álcool e tabaco
As bebidas alcoólicas atuam deprimindo o sistema nervoso e, consequentemente, provocam um relaxamento de todos os músculos do corpo, inclusive os penianos.

Essa situação impede que uma ereção seja mantida devido à falta de tensão muscular suficiente para exercer o ato. O tabaco atua por meio de alterações definitivas no sistema vascular e, como essa é uma das principais causas orgânicas da disfunção erétil, esse hábito torna-se um potente fator desencadeante de impotência.

Leia também: aumento peniano é bom

São diversas as causas da disfunção erétil, cada uma delas com mecanismos diferentes para provocar essa condição. No entanto, existe tratamento para a grande maioria delas, que pode incluir tratamentos psicológicos, medicamentosos e cirúrgicos.

Quando o assunto é impotência, não deixe de procurar um médico para que ele estabeleça o tratamento adequado para recuperar a sua performance sexual e a sua qualidade de vida.

Gostou do nosso post? Então não deixe de assinar a nossa newsletter para receber sempre os melhores conteúdos sobre saúde e medicina!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *